Soubesse eu conjugar as palavras por forma a que cada letra reflectisse um tom que conjugados tomassem formas e cores em tela e pudesse assim alto e bom som dizer o sentimento que pela minha Terra tenho. Ai se eu soubesse. Ai assim pudesse.
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007
Aborto (I)

O jornalista deverá ser o indivíduo que procura a notícia e a veicula sem dar a sua opinião.
Quando uma jornalista francesa vem fazer a cobertura do referendo ao aborto, e diz que Portugal tem a lei mais restritiva, que está ao nível de Malta, Chipre e Irlanda, sendo um sinal de atraso, não pode ser o veículo ideal para informar.
Por muito boa profissional que seja, denota provavelmente pouca inteligência, ou está a passar um atestado de mentecapticidade aos seus leitores, pois está a dizer que vai dar a notícia segundo a sua consciência, e os franceses não estarão interessados na sua opinião, ou não valeria a pena deslocar-se a Portugal. O importante é a opinião dos vário actores como são todos os intervenientes neste processo e que têm algo a dizer, pois somos todos nós, portugueses, que vamos decidir, segundo a nossa consciência.
Não é um estrangeiro que me vai dizer como devo votar.
Penso voltar ao tema.



estupefactado por NunoCosmeMoreira às 15:44
link do post | comentar | favorito

 
arquivos
tags

actualidade(54)

bandabvcolares(19)

benfica(46)

colares(86)

cultura(40)

curiosidades(37)

desporto(31)

economia(5)

efeméride(5)

estóriasdecolares(1)

filosofia(2)

história(12)

História(1)

imagem antiga(22)

keil(3)

lamechas(1)

literatura(1)

mãoamiga(3)

marketing(23)

memorias(20)

memórias(17)

Memórias(13)

negócios(10)

Negócios(2)

parabens(13)

pensar(8)

phrase(1)

piadinha(30)

politica(139)

porto(8)

Português(2)

praia das maçãs(8)

Praia das Maçãs(2)

precário(6)

quebra-tolas(2)

quem nos salva?(31)

rir(3)

sonhar(16)

sporting(16)

útil(10)

video(70)

youtube(64)

todas as tags