Soubesse eu conjugar as palavras por forma a que cada letra reflectisse um tom que conjugados tomassem formas e cores em tela e pudesse assim alto e bom som dizer o sentimento que pela minha Terra tenho. Ai se eu soubesse. Ai assim pudesse.
Terça-feira, 29 de Novembro de 2011
Troféu do V Encontro de Bandas Filarmónicas do Concelho de Sintra nos 120 anos da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares e Agradecimentos

A boquilha do clarinete, o bocal da trompete e a sugestão do corpo dos instrumentos fundidos na garrafa, é uma homenagem ao instrumento principal na divulgação da nossa Terra que é o seu vinho de Colares.
Os instrumentos dispostos em cruz, evoca a imagem de marca dos Bombeiros, que são dois machados cruzados, fala-nos do orgulho das raízes da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares que teve a sua génese na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Colares.
No rótulo é possível ver-se a data da sua «colheita» 1891.
Para enriquecer o Festival de Bandas, ponto alto das comemorações do 120º Aniversário da Banda de Colares, esteve patente uma exposição de pintura do Mestre Edmundo Cruz, todos os dias houve o sorteio de um fim-de-semana em hotel, vendemos, muitos, livros a preços simbólicos e à mesma hora foi possível visitar a exposição do «Vinho de Colares».
Gostava de agradecer a todos os que se dignaram fazer parte desta festa, e foram muitas centenas de pessoas, quer da parte das Bandas e Coros que executaram belíssimamente os seus concertos, todas as pessoas que todos os dias encheram o espaço reservado à assistência, todos os que estiveram envolvidos na organização que deram o melhor do seu tempo e do seu trabalho, os patrocinadores, e foram muitos, a comunicação social e essa nova realidade da comunicação de massas que tem suporte na internet, sejam os blogs, sejam as televisões que tiveram um papel fundamental na divulgação deste evento, a Câmara Municipal de Sintra, a Junta de Freguesia de Colares e um agradecimento especial ao Senhor António Bernardino Paulo da Silva e sua esposa por nos terem cedido graciosamente a Adega Visconde de Salreu, em Colares, única forma de podermos organizar um evento desta envergadura.
Nunca é demais o sentido agradecimento à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Colares, que nos abriu as suas portas para podermos continuar a nossa actividade.

Texto escrito na condição de director da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.



estupefactado por NunoCosmeMoreira às 15:28
link do post | comentar | favorito
|

Related Posts with Thumbnails
 
DOWNLOAD
Citação Diária
arquivos
tags

actualidade(54)

bandabvcolares(19)

benfica(46)

colares(86)

cultura(40)

curiosidades(37)

desporto(31)

economia(5)

efeméride(5)

estóriasdecolares(1)

filosofia(2)

história(12)

História(1)

imagem antiga(22)

keil(3)

lamechas(1)

literatura(1)

mãoamiga(3)

marketing(23)

memorias(20)

memórias(17)

Memórias(13)

negócios(10)

Negócios(2)

parabens(13)

pensar(8)

phrase(1)

piadinha(30)

politica(139)

porto(8)

Português(2)

praia das maçãs(8)

Praia das Maçãs(2)

precário(6)

quebra-tolas(2)

quem nos salva?(31)

rir(3)

sonhar(16)

sporting(16)

útil(10)

video(70)

youtube(64)

todas as tags

Related Posts with Thumbnails