Soubesse eu conjugar as palavras por forma a que cada letra reflectisse um tom que conjugados tomassem formas e cores em tela e pudesse assim alto e bom som dizer o sentimento que pela minha Terra tenho. Ai se eu soubesse. Ai assim pudesse.
Quarta-feira, 8 de Julho de 2009
Várzea de Colares, local de encanto e beleza!

Ao passar pela Várzea de Colares, vi 2 miúdos, o Silva e o Ferreira. Estavam à pesca, aproveitando o facto de a água estar apresada. O Ferreirinha entretanto apanha um peixe. «É muito grande?». «Não, tem um palmo». Um palmo de gente pequena, leia-se.
Depois deste episódio, lembrei-me de colocar aqui este postal circulado de 26 de Dezembro de 1920, tal como está escrito na base.
No verso tem um carimbo onde aparece Collares com 2 «L», assim como na base, aparece a identificação de local como «Varzea de Collares».
 

 

Há alguns anos atrás, tentou-se introduzir novamente os barcos, aqui neste espaço. Mas veio a verificar-se que não era rentável.
A menos que haja alguma Instituição que venha a tomar a seu cargo este desiderato, como serviço público, os patos continuarão a ser os reis e senhores deste bonito espaço.


tags:

estupefactado por NunoCosmeMoreira às 16:27
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Nuno Saraiva a 9 de Julho de 2009 às 12:47
Já era bom se alguém o fizesse com o eléctrico, parece-me muito mais difícil com a exploração do rio.

Os tempos mudaram (se calhar ainda bem) e hoje não é concebível fazer-se o que se fazia o que acontecia quando eu era miúdo. Simplesmente enchia-se a canoa e lá vai disto.

Hoje seria necessário ter instrutores profissionais, um perito em primeiros socorros, coletes para todos, seguros e possivelmente umas quantas burocracias mais.

Isto torna a exploração "per si" praticamente impossível.

Uma possibilidade de revitalizar o trajecto, seria "aqueles que querem mandar em nós" deixar (e incentivar) construir um bom restaurante algures para Sul de Colares (não sei se já reparaste que o rio corre de Sul para Norte) e faria parte da exploração do restaurante levar os clientes da várzea até ao restaurante. Esta viagem poderia ser gratuita, talvez com uma caixa para gorjetas ao timoneiro, que dada a características da função não poderia ter um ordenado alto.

Como isto só seria possível num país como deve ser, continuam os "patarecos" na sua vidinha.


Comentar post

Related Posts with Thumbnails
 
DOWNLOAD
Citação Diária
arquivos
tags

actualidade(54)

bandabvcolares(19)

benfica(46)

colares(86)

cultura(40)

curiosidades(37)

desporto(31)

economia(5)

efeméride(5)

estóriasdecolares(1)

filosofia(2)

história(12)

História(1)

imagem antiga(22)

keil(3)

lamechas(1)

literatura(1)

mãoamiga(3)

marketing(23)

memorias(20)

memórias(17)

Memórias(13)

negócios(10)

Negócios(2)

parabens(13)

pensar(8)

phrase(1)

piadinha(30)

politica(139)

porto(8)

Português(2)

praia das maçãs(8)

Praia das Maçãs(2)

precário(6)

quebra-tolas(2)

quem nos salva?(31)

rir(3)

sonhar(16)

sporting(16)

útil(10)

video(70)

youtube(64)

todas as tags

Related Posts with Thumbnails